1 de ago de 2010

Das Canções que Ele Cantou Pra Nós...


Em DO ORGULHO MACHO DO SR. DETALHES Xico cita uma canção do emérito Rei em mais um texto seu...










Ma claro que numa obra de macho, cabra arretado, valente, do tipo “eu-espremo-limão-nozóio-só-pra-sentir-o-ardor..” não poderia faltar o senhor Roberto Carlos Braga. São várias as fases do Rei.

Tem a fase “rockinhos” nos anos 60 quando o rei conhece seu igual Erasmo Carlos e este, passa a traduzir o que ficou conhecido aqui como iê-iê-iê... As letras dos protossauricos rocks que surgiam na América no final dos 50. No final dos anos 60, por influência do genial cabra safado-mor TIM MAIA, o rei Roberto flerta com a Soul Music e lança clássicos como NÃO VOU FICAR e COMO 2 e 2 entre outros. Mas a década seguinte é a que nos apetece...

Os anos 70 do Rei são ímpares. Primeiro pela definição de sua banda, a lendária RC 9, que contava com nomes como Raul de Souza, Wilson Das Neves, Wanderlei e mais uma pleia de feras. Segundo pelo trabalho com o grandeeeeeeeeeeeee Macho Jurubeba, o maestro CHIQUINHO DE MORAIS. Terceiro, pela linha, pelo rumo que toma seu trabalho.

Roberto, passa a cantar os amores, dissabores, paixões, galhos e mais outros “ornamentos” que regem a maravilhosa aventura humana da relação macho/fêmea. A fase dos neons do Rei, ficou marcada por hinos como CAVALGADA, ROTINA, AS FLORES DO JARDIM, AMADA AMANTE, DETALHES, COMO VAI VOCÊ, OS BOTÕES DA BLUSA, O PORTÃO e várias que adiante, figurarão aqui. Mas como Xico diz no texto:

"(...)Eu prefiro O DIVÃ, aquela das recordações que me matam. Espécie de biografia de todos nós, esses moços pobres interioranos, dos Cachoeiros dos Itapemirins, das Guaratinguetás, dos Cratos, das Santanas, e dos São Joões dos Cariris."


Vamos ouvir a dita canção clicando na fitinha ae embaixo...















































Nenhum comentário: